• White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

Siga a gente:

‘O mar não está para peixe’? Depende de você!

8 Dec 2016

 

Não é segredo para quem vive no Brasil que o País tem enfrentado um cenário econômico bastante difícil nos últimos anos. Em diversos setores do mercado nacional, diz-se que “o mar não está para peixe”... será mesmo?

Há algum tempo, li O velho e o mar, obra mais popular do escritor Ernest Hemingway, que nos conta a história do velho e desacreditado pescador Santiago tentando a sorte no mar após 84 dias sem conseguir pescar um único peixe. As desventuras narradas no livro trazem, nas entrelinhas, uma série de lições de vida para qualquer gestor.

Neste artigo, são apresentados alguns pontos para reflexão, dentre os vários que esse livro nos oferece, que considero muito valiosos para a vida profissional, independentemente da área em que se trabalha.

 

Viva um dia de cada vez — Mesmo tendo passado 84 dias sem conseguir pescar algo, Santiago não desanimou nem se desesperou. No 85º dia, fisgou o gigantesco peixe que guia boa parte da história. É importante que o profissional não deixe o fracasso de um dia de trabalho afetar sua determinação e seu desempenho no dia seguinte, quando novas oportunidades podem aparecer.

 

Conheça seu ambiente — Em sua luta contra o peixe, o velho pescador soube usar a seu favor os elementos a seu redor, como o mar, o Sol e o comportamento de outros animais marinhos. Em qualquer profissão, em qualquer empreendimento, conhecer as características e o comportamento do ambiente em que se encontra é fator fundamental para o sucesso.

 

Não subestime a concorrência — Na disputa contra o peixe, Santiago esteve constantemente atento às ações do enorme animal para saber a iniciativa a ser tomada a cada momento, conseguindo assim manter a pesca em sua linha até o momento certo de abatê-la. Um bom empreendedor precisa conhecer sua concorrência, preparar-se para enfrentá-la e nunca deixar de lado a atenção para a ameaça que ela pode representar.

 

Combata até o fim — Mal conseguiu abater o peixe, Santiago teve de enfrentar outra ameaça: os tubarões dispostos a devorar sua pesca. Apesar de lutar ao máximo, ele não conseguiu impedir que os predadores alcançassem seu objetivo. Nem sempre é possível triunfar no mercado — mas isso não significa que não valha a pena dedicar todos os seus esforços: mesmo que perdas aconteçam, que clientes partam, cada pedaço do seu negócio é algo pelo qual vale a pena lutar.

 

Não desanime pelo fracasso — Ao final da história, o herói volta à vila com nada além do esqueleto do grande peixe e uma sensação profunda de derrota. Mas, depois de esfriar a cabeça, o pescador pôde ver que sua ousadia e determinação conquistaram o respeito dos colegas. As dificuldades, por maiores que sejam, sempre trazem algo bom consigo, seja o aprendizado com os erros cometidos, seja a percepção da sua resistência e capacidade de perseverança.

 

Essas são algumas reflexões para quem busca triunfar. O mar pode não estar para peixe, mas o peixe está lá, em algum lugar. Cabe a cada um ir atrás para apanhá-lo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload